Bom dia, Visitante! (entrar - cadastro)

CMCR05

20 de janeiro, 2022 às 15:02

Golpistas pedem dados por telefone dizendo que é para CNH Social

Programa do governo que vai custear processo de habilitação não começou e Detran não pede dados por ligação

Da redação

Foto: Divulgação/Governo MS

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) emitiu alerta para um novo golpe que está sendo aplicado por telefone. Os golpistas telefonam e dizem que a pessoa foi contemplada pelo projeto CNH Social. Em seguida, pedem que a vítima envie dados pessoais para o suposto cadastro.
 
No entanto, o Detran e nenhum outro órgão está ligando para pedir informações pessoais. “Não estamos mandando mensagens e não iremos fazer dessa forma!”, esclarece a diretora de Educação para o Trânsito do Departamento, Elijane Coelho.
 
Conforme a diretora, o projeto CNH Social ainda está em fase de regulamentação e adequação de sistema. As vagas serão distribuídas por edital e cada uma trará o número de vagas liberadas, o período de inscrição e as regras para o processo por cidade ou região a serem atendidas.
 
“Trata-se de um benefício que será concedido para pessoas em situação de vulnerabilidade social e que precisam da habilitação para o trabalho. O Detran-MS não vai sortear, não vai ligar, não vai oferecer o benefício por mensagens de whatsapp ou sms, e por isso as pessoas precisam estar atentas para não caírem em golpes”, explica Elijane.
 
As inscrições no programa serão feitas por meio de formulário que será disponibilizado no site do Detran, em um sistema que ainda está em fase de adequação e a previsão é de que tudo esteja pronto até o início do mês de março.
 
CNH Social - O programa CNH Social vai beneficiar 5 mil pessoas de famílias carentes por ano com o pagamento de todos os custos do processo de habilitação, desde os gastos com a autoescola, aulas práticas e teóricas, até o pagamento das taxas do Detran. O governo investirá R$ 15 milhões por ano no projeto.
 
Para participar da seleção é preciso já fazer parte do CadÚnico (Cadastro Único) do Governo Federal. Entram no programa a habilitação nas categorias A, B ou AB, adição de categoria A ou B e mudança para as categorias C, D ou E.
 
Não serão contemplados os motoristas que tiverem cometido crimes na condução de veículo com sentença penal condenatória transitada em julgado, assim como aqueles que tiveram permissão para dirigir cassada.
 
Por Caroline Maldonado - Campo Grande News

PMA 02
Imprimir


Charge da Semana

Confira as principais charges que estão circulando na internet.

COVID-19

» todas as charges

PUBLICIDADE

CRF Anuncie

Entrevistas / Artigos

Paulo César Regis de Souza

Previdência Social – 100 anos

Nayara Felizardo, repórter Intercept

Quando o assédio vem da Justiça

» todas as entrevistas e artigos

Siga-nos

FacebookTwitter


Jornalismo com credibilidade na região norte!