Bom dia, Visitante! (entrar - cadastro)

PMA_COVID-19

29 de outubro, 2014 às 22:00

'PT não se preparou para esse novo Brasil', diz candidato derrotado em MS

Delcídio (PT) foi derrotado por Reinaldo (PSDB) no segundo turno

Delcídio do Amaral (PT) concedeu entrevista nesta terça-feira (28) (Foto: Tatiane Queiroz/ G1 MS)

Dois dias após ser derrotado no segundo turno das eleições para governador em Mato Grosso do Sul, Delcídio do Amaral (PT) concedeu entrevista. Nesta terça-feira (28), o petista falou sobre o resultado do pleito, sobre sua campanha política e anunciou sua volta ao Senado.
 
“Essas eleições provaram que o PT não se preparou para esse novo Brasil, que nós mesmos ajudamos a construir”, afirmou Delcídio. "O partido precisa reconquistar segmentos da sociedade. Vamos trabalhar para isso"
 
Delcídio teve 598.461 votos, o equivalente a 44,66% dos votos, e foi derrotado pelo tucano Reinaldo Azambuja (PSDB), que foi eleito governador de Mato Grosso do Sul com 741.516 votos, o que corresponde a 55,34% dos votos.
 
O senador afirmou que o partido vai trabalhar para reverter a campanha “anti PT” que, segundo ele, atingiu todo o país no segundo turno. “Em um clima nacional 'anti PT', ter quase 45% dos votos em Mato Grosso do Sul já é muita coisa”, avaliou.
 
Delcídio afirmou que volta para Brasília nesta quarta-feira (29) e que seu primeiro compromisso é uma reunião, particular, com a presidente Dilma Roussef (PT). Ao ser questionado sobre a possibilidade de assumir algum cargo no governo federal, o senador foi enfático. “Não há nenhuma expectativa em relação a convites da presidente Dilma para cargos no governo federal. Eu imagino que nós vamos ter uma conversa política, e uma conversa das ações que nós vamos fazer daqui pra frente, tanto aqui, quanto no Brasil”, respondeu.
 
Sobre as expectativas para as próximas eleição para a Prefeitura da capital sul-mato-grossense, o petista afirmou que não há, ainda, expectativas do partido em relação a escolha de candidato. "Nós vamos agora nos preparar. Primeiramente entendendo que o PT precisa rever suas posições, reconquistando setores que sempre estiveram conosco. Evidentemente, esse trabalho vai repercutir nas eleições municipais", disse.
 
O parlamentar deve cumprir mais quatro anos no Senado. “Agora, é a vida que segue. Volto para o Senado e continuo trabalhando pelo meu estado, ao lado da presidente Dilma”.
 
Mapa dos votos em MS
Reinaldo Azambuja, governador eleito, venceu em 42 dos 79 municípios do estado. Delcídio foi o melhor em 37 cidades. De acordo com os números do Tribunal Eleitoral Regional (TRE), Reinaldo teve melhor desempenho, em percentual, em Cassilândia, município onde obteve 69,48% dos votos válidos. O melhor desempenho de Delcídio foi em Corumbá, com 76% dos votos.(Veja o mapa da apuração dos votos por cidade)
 
Em relação a número de votos, Reinaldo obteve em Campo Grande a maior diferença. Ele teve 289.862 votos contra 165.990 de Delcídio, uma diferença de 123.872 votos. No segundo maior colégio eleitoral do estado, Dourados, o tucano teve 67.386 contra 43.705 do petista. Ele venceu, também, em Três Lagoas, terceiro colégio eleitoral.
 
Em Maracaju, cidade onde foi prefeito por dois mandatos, o tucano venceu o petista com 58,41% contra 41,59% de Delcídio. Por região, Reinaldo venceu na maioria das cidades do Bolsão, norte e sudoeste. Delcídio venceu nos municípios da região do Pantanal, sudeste e sul.
 
Veja os números finais para governador em Mato Grosso do Sul:
- Reinaldo Azambuja (PSDB): 741.516 votos (55,34%)
- Delcídio do Amaral (PT): 598.461 votos (44,66%)
- Votos brancos: 22.109 (1,58%)
- Votos nulos: 35.094 (2,51%)
- Abstenção: 420.367 (23,13%)
 
Fonte: G1
CONTRA DENGUE
Imprimir


Charge da Semana

Confira as principais charges que estão circulando na internet.

COVID-19

» todas as charges

PUBLICIDADE

anuncie aqui

Entrevistas / Artigos

Dr. Alex Narcizo

Igreja sem paredes!?

Paiva Netto

A coragem feminina

» todas as entrevistas e artigos

saladeira

Siga-nos

FacebookTwitter


Jornalismo com credibilidade na região norte!