Costa Rica 26 ℃

Audiência Pública sobre drogas mobiliza população costarriquense

Para o delegado Cleverson as lacunas das Leis são fatores que comprometem o combate ao tráfico de drogas

Publicado em 20/09/2011 16:21

Audiência Pública sobre drogas mobiliza população costarriquense
Audiência Pública - Enfrentamente e Combate ao Crack (Foto: Joéder Falabretti)

A Audiência Pública de “Enfrentamento e Combate ao CracK” proposta pelo deputado Estadual Eduardo Rocha, líder do PMDB, foi um sucesso e contou com a participação maciça da população costarriquense, incluindo jovens, adultos, autoridades e a comunidade em geral.

Clique aqui e veja a galeria de fotos

Para o vereador Lucas Lázaro Gerolomo (PSB), vice-presidente da Câmara e grande colaborador para a realização da audiência, a reunião resultou em uma noite de propostas e grande expectativa de combate e prevenção ao uso de entorpecentes no município.

Promovida com o apoio incondicional da Câmara Municipal de Vereadores de Costa Rica a audiência reuniu mais de 300 pessoas no Conviver – Centro de Convivência do Idoso na noite de ontem (19).

Eduardo Rocha ao fazer uso da palavra lamentou o boicote feito pela Prefeitura de Costa Rica contra a audiência proposta em prol da comunidade costarriquense.

- Quero aqui agradecer a presença de todos e lamentar a ausência do prefeito anfitrião que com certeza tinha outro evento mais importante, expandiu Rocha.

O presidente da Câmara, vereador Lourenço Filisbino de Paula (PMDB) ressaltou que em primeiro lugar o Estado precisa estar preparado para acolher o usuário de drogas que quer se tratar.

- Quando um usuário nos procura nós temos que estar aptos a atendê-lo de imediato, disse Lourenço.

O pastor Osmar Gomes que esteve presente na audiência avaliou como muito boa a participação boa da comunidade.

- O evento contou com um número expressivo de participantes. A fala dos representantes da mesa também foi muito proveitosa agora nós temos que fazer esse enfretamento juntos, todos nós, comunidades, políticos, pastores, religiosos, mídia, etc... Para juntos ganharmos essa luta contra as drogas, destacou o pastor.

Destaque durante o debate, as autoridades muito falaram sobre as comunidades terapêuticas, que por si só não resolvem o problema, mas que são consideradas primordiais no combate das drogas.

Ao serem indagados pelo promotor Harfouche, os prefeitos Jocelito Krug (Chapadão do Sul) e Getúlio Barbosa (Figueirão) se comprometeram a trabalhar em prol da implantação de Conselhos Municipais de Combate as Drogas em suas cidades, assim como os representantes de Costa Rica.

A necessidade de rever a Constituição Federal no que tange ao tratamento de usuários e traficantes de drogas foi outro assunto abordado por Harfouche e analisado como primordial no combate as drogas.

Para o delegado Cleverson as lacunas das Leis são fatores que comprometem o combate ao tráfico de drogas. Ele acredita que o tratamento dado ao usuário através da Legislação Brasileira acabou fomentando o uso de drogas no País. As autoridades discutiram o tema de forma ampla e objetiva.

Fizeram parte da composição da mesa, o deputado estadual Eduardo Rocha, o deputado federal Edson Giroto (PR), o juiz de Direito Luiz Alberto de Moura Filho, o promotor George Cássio Tiosso Abbud, o promotor Sérgio Harfouche, a psicóloga Silvia Lopes Otávio, o delegado de Polícia Civil Cleverson Alves dos Santos e o subtenente da Polícia Militar, Esteban Palácios. Por último e não menos importante os prefeitos Getúlio Barbosa (PMDB) e de Chapadão do Sul (MS), Jocelito Krug (PMDB) também presidente da Assomasul - Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul.

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar