Costa Rica 22 ℃

Autoridades prestigiaram reabertura dos trabalhos do AA, em Costa Rica

80% dos crimes registrados em Costa Rica estão relacionados a drogas licitas e ilícitas

Publicado em 12/04/2011 20:59

Promotor de Justiça Bolívar Luis da Costa Vieira (Foto: Luciana Aguiar)

Na noite de segunda-feira (14), foi realizada a solenidade de reabertura das reuniões do AA – Alcoólicos Anônimos. O novo local de trabalho está localizado na Rua Jerônimo Silvestre de Castro, 68, Vila Nunes, em Costa Rica, anexo ao prédio do CAPS – Centro de Atenção Psicossocial.

O RSG – Representante de Serviços Gerais do AA, Carlos Roberto Marques Leite, 60 anos (que há 18 anos não ingere nenhum tipo de bebida alcoólica), relata que em 10 anos que existe a irmandade no município a mesma já funcionou em vários locais, entre eles na Pastoral da Criança, no Salão Paroquial, entre outros.

As autoridades do Poder Judiciário se fizerem presentes na inauguração, foram eles: o Juiz de Direito Luiz Alberto de Moura Filho, a Defensora Pública Débora Maria de Souza, os Promotores de Justiça Bolívar Luis da Costa Vieira e George Cássio Tiosso Abbud, o Delegado de Polícia Civil Cleverson Alves dos Santos, a Assistente Social Judiciária Célia Regina Benetti e o presidente da Subseção da OAB/Costa Rica - Ordem dos Advogados do Brasil.

O Promotor Bolivar parabenizou a iniciativa e disse que o Ministério Público é parceiro do AA – não posso deixar de enaltecer a iniciativa do Carlos Leite em querer ajudar pessoas que tiveram o mesmo problema que ele.

A reunião de abertura dos trabalhos sociais do AA já no seu primeiro encontro foi muito emocionante. Um jovem, ex-dependente químico deu seu depoimento de como é difícil tratar essa doença – o primeiro passo é pedir ajuda, e eu consegui, hoje faz oito meses que estou em tratamento e seis que já estou ajudando pessoas que passaram pelo mesmo problema que eu.

Ao fazer uso da palavra, o delegado Cleverson relatou que 80% dos crimes registrados em Costa Rica estão relacionados a drogas licitas e ilícitas - inclusive a violência doméstica muito ligada ao alcoolismo.

Também participaram da reunião, a coordenadora Estadual do Programa de Saúde Mental, Fernanda Cristina, o coordenador Estadual do Programa de Tabagismo, o psicólogo Jose Magno, os secretários municipais; Benoni Martins Carrijo e Jovenaldo Francisco dos Santos, advogados, servidores públicos e a imprensa local.

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar