Costa Rica 14 ℃
Constantes chuvas no Estado prejudicam produtores rurais da Região Norte
Foto: Dibulgação

Constantes chuvas no Estado prejudicam produtores rurais da Região Norte

Os municípios de São Gabriel do Oeste, Sonora e Alcinópolis são os mais prejudicados

Publicado em 12/04/2011 20:59

As constantes chuvas prejudicaram os agricultores de toda a Região Norte, principalmente, nos municípios de São Gabriel do Oeste, Sonora e Alcinópolis, que tiveram perdas nas lavouras de soja e outros cultivos.

Em Alcinópolis, a chuva atrapalhou a colheita da soja. Nessa região já ultrapassam 12 dias sem estiagem. Por essa razão, as máquinas estão paradas nos galpões.

Na fazenda Pérola do Planalto, uma das principais produtoras de grãos do município, as colheitadeiras permanecem inativas. A chuva impossibilita a colheita dos grãos, que já estão apodrecendo e brotando nas próprias vagens.

Todos os produtores da região já tiveram prejuízos com as lavouras de soja por causa do excesso de chuva. Uma vez que as vagens vão ficando com a coloração preta é um indicio de que os grãos estão estragando, com isso além de perder a qualidade perde-se também no peso.

No município de Sonora, as chuvas também prejudicaram as produções agrícolas. Segundo o superintendente da Usina Sonora, Cleiton Jarbas Valeis, com a soja não houve prejuízo porque ela foi plantada tarde, porém, esta acontecendo um atraso no plantio da cana.

Neste momento, 80% deveriam estar plantadas, mas com as chuvas, menos de 50% do plantio foi realizado, totalizando um atraso equivalente a 1500 hectares.

Em São Gabriel do Oeste, por conta das chuvas que castigaram o município na última semana, deverá ser decretado estado de emergência, entre hoje (9) e amanhã (10). A medida se deve aos prejuízos nas lavouras de soja, estimados em pelo menos 30%, e nas estradas e pontes da área rural.

No entanto, informações preliminares já apontam que pelo menos 36 mil hectares de soja do município estão totalmente prejudicados pela chuva. Algumas propriedades podem ter perda de até 50% da produção. Estradas e pontes também foram danificadas pelo grande volume de chuva, dificultando o escoamento da produção. Somados, os prejuízos na área rural do município estão estimados em, no mínimo R$ 70 milhões.

(Idest)

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar