Costa Rica 20 ℃

'Amarelinho' multa motociclista por andar sem cinto de segurança em Campo Grande

A incoerência na multa é que na infração consta a placa da moto que o rapaz pilotava

Publicado em 13/12/2011 10:40

Foto: Evelin Araujo/Midiamax

O motociclista filho de Nair Pinheiro recebeu uma multa em casa de um agente da Agetran - Agência Municipal de Transporte e Trânsito na última quinta-feira (8) por “deixar o condutor de usar o cinto”. A incoerência na multa é que na infração consta a placa da moto que o rapaz pilotava.

Nair, que prefere não identificar o filho, disse que o rapaz estava indo para o trabalho no ato da suposta infração. “Pelo horário, 12h40, o meu filho ia ao trabalho de moto. Veio tudo certo na notificação, a placa, a moto, menos o uso do cinto, que não existe neste tipo de veículo”, conta.

Ela procurou a Agetran na última sexta-feira e conta que foi orientada a entrar com recurso. “Falaram para mim, lá, que é muito difícil de ganhar o recurso. Nós até pagaríamos pela multa, mas como pode meu filho ser multado por um cinto que não existe?”, questiona.

Segundo o documento de notificação, o rapaz conduzia uma Biz 125 KS por volta de 12h40 do dia 6 de dezembro deste ano no cruzamento da Avenida Eduardo Elias Zahran com a Rua São Vicente quando foi “flagrado” por um agente da Agetran sem o cinto de segurança, implicando em multa, conforme o Artigo 167 do Código de Trânsito Brasileiro, lei 9503/97.

A multa implica na perda de cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e é classificada como grave. Além disso, o filho de Nair deveria pagar R$ 127,69. O órgão informou aos familiares do rapaz que em cerca de 15 dias deve sair a resposta do recurso protocolado nesta segunda-feira (12).

Fonte: Midiamax/EA

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar