Costa Rica 15 ℃

Tribunal de Contas inicia implantação do sistema e-TCE e alerta para mudanças

A partir de 03/11 todos os processos que derem entrada no TCE/MS terão tramitação eletrônica

Publicado em 27/10/2011 17:00

O Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE/MS) inicia às 18 horas desta quinta-feira (27/10) a implantação de seu novo sistema informatizado, denominado e-TCE,  e alerta que com esta mudança alguns jurisdicionados poderão encontrar momentaneamente dificuldade para protocolar processos. A orientação é no sentido de o jurisdicionado que enfrentar problemas enviar as informações para o email [email protected]. Além disso, para fins de ajuste no sistema, estão suspensas internamente as gerações de atos no período de 27/10 a 07/11.

O diretor geral da Diretoria de Gestão de Modernização (DGM), Parajara Moraes Alves Júnior, explica que, a implantação do e-TCE encerra o funcionamento do antigo Sistema de Controle de Processos (SCP) “Esta mudança pode provocar inicialmente algumas dificuldades para o jurisdicionado, que serão solucionadas pela equipe de suporte do setor de informática”, informa.

Segundo Parajara, o e-TCE permitirá maior agilidade nas análises dos atos praticados pelos gestores e permitirá a melhor fiscalização dos 900 órgãos jurisdicionados. Segundo ele, a partir de 03 de novembro todos os processos que derem entrada no TCE/MS terão tramitação totalmente eletrônica, desde o protocolo até a emissão do voto do conselheiro. “Isso representa segurança e agilidade para os jurisdicionados que poderão consultar o andamento do processo também pela internet”, explica.

De acordo com Parajara, o novo sistema faz parte do compromisso firmado pelo presidente do TCE/MS de promover a completa informatização da Corte de Contas. Segundo ele, nos últimos anos foram investidos cerca de R$ 4 milhões na aquisição de softwares, 525 computadores, 380 monitores adicionais e equipamentos de infra-estrutura para o CPD, como firewalls, Switches, servidores, storages, entre outros.

Parajara explica que os programas informatizados já existentes no TCE, como o SICAP e o LRF Transparência serão incorporados ao e-TCE. Os processos que já deram entrada em papel continuarão tramitando de forma não digital, mas todos os atos relacionados a ele serão visualizados no e-TCE, possibilitando melhor organização e distribuição do trabalho. “Em aproximadamente três anos deverá ser extinto o trâmite de processos físicos no TCE/MS, acabando com a utilização de papel na Corte de Contas”, afirma. (Da assessoria.)

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar