Costa Rica 22 ℃

Empresa da Capital está na mira de operação da Polícia Federal

A operação envolve ao menos 300 policiais federais e 130 auditores da Receita Federal

Publicado em 28/06/2011 14:03

Policiais federais e agentes da Receita Federal agem desde a manhã desta terça-feira numa operação criada para desmantelar duas quadrilhas metidas em fraudes em importação que motivaram um prejuízo de ao menos R$ 1,4 bilhão aos cofres federais. A investida dos policiais acontece em oito estados brasileiros, Mato Grosso do Sul entre os quais.

A operação envolve ao menos 300 policiais federais e 130 auditores da Receita Federal.

A Justiça Federal determinou a prisão de 17 membros da quadrilha e o cumprimento de 67 mandados de busca e apreensão. A PF ainda não informou os nomes nem onde ocorreram as prisões.

A assessoria de imprensa da PF em Campo Grande (MS) informou que aqui havia apenas um mandado de busca e apreensão para cumprir numa empresa que funcionaria no bairro Cabreúva.

Quando foram ao local, segundo a assessoria, os policiais notaram que tal empreendimento investigado havia sido desativado e nele já funciona outro negócio que nada tem a ver com esquema fraudulento.

A operação acontece em Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Santa Catarina, Alagoas, Espírito Santo, Rondônia e no Distrito Federal.

De acordo com a investigação policial, o bando fraudava operações de comércio exterior e, a partir daí, mandava valores para países estrangeiros de maneira ilegal. A PF informou que a quadrilha usava “laranjas” nas fraudes.

Ainda segundo a PF, os implicados no caso devem ser incriminados por sonegação fiscal, formação de quadrilha, evasão de divisas, lavagem de dinheiro, descaminho e por falsidade ideológica. (Midiamax).

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar