Costa Rica 17 ℃

Giroto defende a criação de grupos para discutir sobre projetos

A reunião foi com o ministro do Trabalho Brizola Neto

Publicado em 09/08/2012 14:22

Giroto defende a criação de grupos para discutir sobre projetos
Foto: Da Acessória

O deputado Giroto (PMDB) defendeu ontem (08) no Ministério do Trabalho a criação de grupos com representantes das centrais sindicais para discutir propostas sobre as cooperativas de trabalho, as colônias de pescadores,  o Simples Trabalhista (Projeto de Lei 951/11) e a regulamentação da Convenção 151, da OIT.

A reunião foi com o ministro do Trabalho, Brizola Neto, com a participação do presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, os deputados federais Roberto Santiago (PSD/SP), Ademir Camilo (PSD/MG), diretores da UGT e representantes sindicais.

Neste encontro um dos assuntos debatido foi o projeto de lei que cria o Simples Trabalhista (PL 951/11) , que afeta os empregados de micro e pequenas empresas. O texto tem pontos divergentes entre as lideranças nacionais que representam os trabalhadores.

Também foram debatidas as questões que envolvem as colônias de pescadores e os temas divergentes entre patrões/empregados e Governo sobre a atuação das cooperativas de trabalho.

O deputado Giroto manifestou seu apoio à regulamentação da Convenção 151 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que trata especificamente da organização sindical, direito de greve, da negociação coletiva e da garantia do exercício do mandato sindical classista na administração pública.

“Estas propostas precisam ser definidas com urgência para que a legislação trabalhista seja modernizada,  atenda a demanda atual nestes segmentos e garanta a representação dos trabalhadores. A garantia dos direitos dos empregados é primordial em qualquer nação para o desenvolvimento econômico e social”, afirmou Giroto após a reunião.

Da Acessória

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar