Costa Rica 22 ℃

Ministério reconhece situação de emergência em 16 cidades de MS

O Governo do Estado pediu ao Ministério R$ 109 milhões para recuperar estradas e pontes

Publicado em 12/04/2011 20:59

O deputado Giroto (PR) foi comunicado na manhã de hoje (31/03) pelo Ministério da Integração Nacional que a pasta reconheceu situação de emergência em 16 municípios sul-mato-grossense, entre eles Campo Grande.  As portarias 169, 170 e 171 foram publicadas no Diário Oficial da União.

Giroto destacou que o reconhecimento é importante por possibilitar que “os municípios consigam recursos federais de forma mais ágil para recuperar estradas, pontes e ruas danificadas pelas enchentes e chuvas. Com a publicação das portarias, os gestores municipais podem viabilizar os projetos de recuperação dos estragos no ministério. O próprio ministro já disse que deve ser publicada, nos próximos dias, Medida Provisória que vai garantir dinheiro para atender as cidades sul-mato-grossenses. Nós, da bancada federal do Estado, vamos conversar com o ministro Fernando Bezerra para que priorize os municípios de nosso Estado”.

As portarias 169, 170 e 171, da Secretaria Nacional de Defesa Civil, vinculada ao Ministério da Integração, reconhecem situação de emergência nos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Miranda, Nova Alvorada do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, Terenos, Bandeirantes, Chapadão do Sul, Maracaju, São Gabriel do Oeste, Coxim, Nioaque, Paranaíba e Santa Rita do Pardo.

Mais uma
Na semana passada, a secretaria publicou a portaria 168/2011 em que foi reconhecida a situação de emergência em todo Mato Grosso do Sul “em decorrência de enchentes ou inundações graduais. As quatro portarias são assinadas pelo secretário nacional da Defesa Civil, Humberto Viana.

O Governo do Estado pediu ao Ministério da Integração R$ 109 milhões para recuperar estradas e pontes; as prefeituras sul-mato-grossense pedem R$ 100 milhões, sendo que para a Capital são mais R$ 45 milhões; e as cheias no Pantanal vão causar prejuízos de R$ 190 milhões, segundo levantamento da Embrapa-Pantanal.

(Da assessoria)

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar