Bom dia, Visitante! (entrar - cadastro)

ALEMS 05

03 de janeiro, 2022 às 11:58

Casos de Influenza dobram em Campo Grande em comparação a 2020

Campo Grande registrou 74 casos de Influenza em 2021 e 35 testes positivos em 2020

Da redação

Casos de Influenza, vírus da gripe, mais que dobraram no período de um ano (2020-2021) em Campo Grande, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau).
 
Campo Grande registrou 74 casos positivos de Influenza em 2021, sendo todos do subtipo H3N2 e confirmados apenas no mês de dezembro.
 
Em 2020, a Capital contabilizou 35 casos de Influenza, sendo quatro testes do subtipo H1N1, dois testes do H3N2, 26 testes de Influenza A não subtipado, e três testes de Influenza B.
 
Campo Grande registrou uma morte por H3N2 em 2021 e cinco óbitos em 2020.
 
A primeira vítima de H3N2 no ano de 2021 em Mato Grosso do Sul foi um rapaz de 21 anos, residente de Campo Grande. Ele faleceu em 21 de dezembro.
 
Uma idosa de 76 anos, residente de Corumbá, foi a segunda vítima de H3N2 em Mato Grosso do Sul. Ela faleceu na última terça-feira (28).
 
Uma mulher de 55 anos, residente no município de Dourados, foi a terceira vítima de H3N2  em Mato Grosso do Sul. Ela faleceu em 28 de dezembro.
 
Campo Grande teve 8.454 casos notificados de Influenza em 2020 e 13.016 casos em 2021. Os dados foram atualizados em 31 de dezembro de 2021.
 
Existem 25 pessoas internadas em hospitais de Campo Grande infectadas com o vírus H3N2, sendo 19 em hospitais públicos e 6 em hospitais privados.
 
A H3N2 é um subtipo do vírus Influenza A que causa gripe em humanos, aves e mamíferos. A gripe é transmitida pelo ar e tem registrado surtos em algumas cidades do Brasil.
Por Naiara Camargo / Correio do Estado

PMA 02
Imprimir


Charge da Semana

Confira as principais charges que estão circulando na internet.

COVID-19

» todas as charges

PUBLICIDADE

CRF Anuncie

Entrevistas / Artigos

Paulo César Regis de Souza

Previdência Social – 100 anos

Nayara Felizardo, repórter Intercept

Quando o assédio vem da Justiça

» todas as entrevistas e artigos

Siga-nos

FacebookTwitter


Jornalismo com credibilidade na região norte!