Costa Rica 27 ℃

Waldeli deixou mais de R$ 10 milhões em obras para serem administrados por Baird

Dívida da qual prefeito fala do INSS só foi cobrada em 2011, e ainda assim, o prefeito parcelou a mesma em 60 meses

Publicado em 25/09/2012 10:48

Ex-prefeito e candidato Waldeli (Foto: Arquivo/CR em Foco)

O ex-prefeito de Costa Rica (MS) e candidato Waldeli dos Santos Rosa (PR), declara e apresenta documento que mostra que ele deixou mais de R$ 10.539.625,97 - conforme lista abaixo - em obras em andamento no município para serem executadas pelo atual prefeito Jesus Queiroz Baird (PMDB).

Waldeli que foi o único prefeito da história de Costa Rica a eleger o seu sucessor diz estar indignado com as afirmações que o prefeito vem fazendo no período eleitoral quando diz que recebeu o município sem dinheiro e endividado.

Conforme Waldeli, Baird falta com a verdade. “Deixei a Prefeitura, no dia 31 de dezembro de 2008, sem dívidas. Ficou em caixa mais de R$ 10 milhões em obras para serem executadas. Desafio o prefeito Baird a publicar o meu último boletim de caixa, porque o documento demonstra quanto dinheiro restou no fim do meu mandato”, disse Waldeli.

“Se o prefeito Baird não cumpriu as obrigações, ele tem que se explicar com a população, mas não foi por minha culpa e nem por falta de dinheiro e dívidas da minha administração”, assegurou o ex-prefeito.

Vale lembrar que o ex-prefeito Waldeli no período de 2005 a 2008 teve uma arrecadação de R$ 132.368.762,67 enquanto o atual prefeito (2009/2012) tem uma previsão de arrecadar R$ 226.222.546,93, uma arrecadação de mais R$ 93 milhões a mais em comparação ao último mandato do ex-prefeito, logo fica um questionamento, com tanto dinheiro porque o prefeito não consegue cumprir com as suas obrigações financeiras?

O ex-prefeito lembrou que a Lei de Responsabilidade Fiscal e o Tribunal de Contas do Mato Grosso do Sul impedem que o prefeito que encerra o mandato deixe dívidas, sem que haja dinheiro em caixa para o pagamento, prova disso é que não existe nenhuma ação contra Waldeli no TCE e no MP com relação a esse problema.

A dívida da qual o prefeito acusa Waldeli de ter deixado referente ao INSS no valor aproximado de R$ 800 mil, não é real, uma vez que o município só foi notificado no ano de 2011, e ainda assim, Baird também não quitou a mesma e parcelou em 60 meses, logo, deixando para o próximo prefeito quitar.

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar