Costa Rica 16 ℃

Suspeito de matar jornalista Décio Sá confessa 20 assassinatos

O crime foi encomendado por R$ 100 mil

Publicado em 14/06/2012 14:00

O homem suspeito de ter matado o jornalista Décio Sá, no Maranhão, afirmou ter cometido mais de 20 assassinatos. A polícia diz que o atirador, Jonathan Silva, confessou crimes "sob encomenda".

O crime foi encomendado por R$ 100 mil. Desta quantia, foi pago ao executor R$ 20 mil e o restante foi embolsado pelo intermediador Junior Bolinha.

Fábio Aurélio do Lago estava dormindo quando a polícia invadiu a casa dele, num bairro de classe média em São Luís, no Maranhão. Ele e mais seis pessoas foram presas suspeitas de praticar agiotagem e de fazer negociatas junto a prefeituras do Maranhão, Pará e Piauí.

O grupo é acusado pela polícia de formar um consórcio para matar Décio Sá há dois meses porque o jornalista vinha denunciando a quadrilha.

Segundo a polícia, Jonathan de Sousa e Silva confessou que matou o Décio Sá com uma arma fornecida pelo capitão da PM Fábio Aurélio Saraiva, que também foi preso na quarta-feira.

A motivação do assassinato, segundo as investigações, foi a publicação no blog do jornalista de denúncias da prática de agiotagem que resultou na morte do empresário Fábio Brasil, em Teresina.

Os envolvidos no caso são Jonathan de Sousa Silva, acusado de executar o crime, José de Alencar Miranda Carvalho e Gláucio Alencar Pontes Carvalho , acusados de serem os mandantes do assassinato. Também fazem parte da quadrilha José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Junior Bolinha, que desempenhou o papel de intermediador entre os mandantes e o executor; Airton Martins Monroe que apresentou o executor ao Júnior Bolinha; Fábio Aurélio do Lago e Silva, o Buchecha, articulador do crime, e o Capitão PM Fábio Aurélio Saraiva Silva, responsável por repassar a arma usada no assassinato ao intermediador. Um homem, já identificado, continua foragido. Ele é suspeito de ser o condutor da moto que deu suporte ao executor do jornalista.

Fonte: O Globo

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar