Bom dia, Visitante! (entrar - cadastro)

ALEMS 05

30 de abril, 2022 às 15:31

Litro da gasolina comum já custa R$ 8,19 em Costa Rica

O Posto Baús na MS 306 é o que está vendendo no menor valor à vista: R$ 8,05 o litro da gasolina aditivada

Costa Rica em Foco

Foto: Divulgação

Em Costa Rica – MS o preço do litro da gasolina comum já chegou a R$ 8,19, na bomba. Conforme apurado pela reportagem do Costa Rica em Foco, neste sábado (30), o posto Baús, localizado na MS 306, é o que está vendendo no menor valor o litro da gasolina, e detalhe, aditivada.
 
Conforme Carlinhos que é o gerente do posto Baús (bandeira Shell), o preço do litro da gasolina aditivada aplicado na bomba é de R$ 8,35, porém para pagamento em dinheiro, cartão de débito e/ou carta frete, o valor cai para R$ 8,05.
 
Já os postos localizados na cidade, o valor varia de R$ 8,09 a R$ 8,19 o litro da gasolina comum. 
 
O posto Taurus, no bairro São Francisco, é o que vende no menor valor, a R$ 8,09. No mesmo bairro, o posto Morada do Sol, bandeira Petrobras, vende o litro da gasolina comum a R$ 8,15.
 
No posto Ferrato (bandeira Petrobras), localizado no centro de Costa Rica, o valor do litro da gasolina comum na bomba está R$ 8,19, porém para pagamento em dinheiro, cartão de débito e/ou Pix, o valor cai para R$ 8.09. 
Já o Auto posto Costa Rica, popularmente conhecido como Posto do Jucão, que também é bandeira Petrobras, mas trabalha somente com gasolina aditivada, o valor do litro é R$ 8,20.
 
"As pessoas muitas vezes criticam o posto de combustível, mas não têm noção que por de trás dos preços repassados ao consumidor existem as distribuidoras, e são elas que ditam os valores", esclareceu Carlinhos que é o gerente do posto Baús, em Costa Rica.

CMCR 02
Imprimir


Eu ou

Nós?

Água mole em pedra dura...

Tanto bate até que fura

Charge da Semana

Confira as principais charges que estão circulando na internet.

COVID-19

» todas as charges

PUBLICIDADE

CRF Anuncie

Entrevistas / Artigos

Paulo César Regis de Souza

Previdência Social – 100 anos

Nayara Felizardo, repórter Intercept

Quando o assédio vem da Justiça

» todas as entrevistas e artigos

Siga-nos

FacebookTwitter


Jornalismo com credibilidade na região norte!