Costa Rica 18 ℃

Brasil vence Copa do Mundo de Futsal

As duas seleções demonstraram, na primeira etapa, por que são as melhores do mundo

Publicado em 19/11/2012 09:12

Com raça, a Seleção Brasileira de Futsal conquistou o sétimo título mundial da carreira, o quinto sob a chancela da FIFA, neste domingo.

A vitória sobre a rival Espanha por 3 a 2, com um gol no último minuto da prorrogação, marcado por Neto, foi uma excelente maneira de fechar a participação na Copa do Mundo de Futsal da FIFA, na Tailândia. As duas seleções demonstraram, na primeira etapa, por que são as melhores do mundo.

Com respeito, Brasil e Espanha se estudavam, buscando oportunidades para abrir o marcador. Os espanhois chegaram primeiro com perigo, e só não marcaram graças Vinícius que, atento, tirou a bola quase em cima da linha. Os adversários brasileiros tinham maior posse de bola e, consequentemente, arriscaram mais vezes ao gol.

À seleção comandada por Marcos Sorato, restava a chance do contra-ataque, com Fernandinho. Mas o placar acabou inalterado na primeira parte do jogo. Na volta do intervalo, Falcão entrou em quadra e a Seleção tomou uma postura mais ofensiva. Se, na primeira etapa, a Espanha permanecia mais com a bola, desta vez foi o Brasil a ter esta iniciativa. E a ofensividade deu resultado: em um belo chute na diagonal, Neto faz o primeiro da equipe verde e amarela, aos cinco.

A Fúria sentiu o gol, e descontou a raiva nas faltas. Em contrapartida, os brasileiros passaram a gostar do jogo e, com calma, buscavam ampliar a vantagem. Neto, no minuto seguinte, avançou pela direita e, por pouco, não faz o segundo. As chances espanholas, no contra-ataque, eram devidamente abafadas por Tiago. Virada espanhola Porém, na única falta cometida pelos brasileiros, a Espanha empatou a partida.

Tiago defendeu a cobrança de Miguelin, mas, no rebote, Torras encheu o pé e marcou. No minuto seguinte, Aicardo acertou um chute de longa distância, a bola sofre um leve desvio, mas o suficiente para enganar Tiago. A bola morreu no fundo do gol, e os ibéricos conseguiram a virada.

Brasil empata Apesar de permanecer por um momento atônita com a virada, a Seleção respirou e conseguiu empatar. Falcão, em um belo chute, empata aos dezesseis. Depois disso, os brasileiros retomaram a posse de bola e o domínio da partida.

A Espanha, com os adversários indo para cima, acabou alcançando o limite de cinco faltas coletivas. E a partida foi para a prorrogação. Tensão em quadra A primeira etapa do tempo complementar foi de muita movimentação. Com maior posse de bola, o Brasil tentava furar o gol de Juanjo, porém sem sucesso. As maiores chances só apareceram na segunda etapa: a Seleção sofreu a sexta falta, para desespero dos espanhóis.

Rodrigo bateu rasteiro, mas o goleiro defendeu. Tudo parecia se encaminhar para a cobrança de pênaltis. Mas Neto brilhou mais uma vez. Avançando pela direita, o camisa 11 bate forte faltando menos de um minuto para o fim da partida e marcou o gol do sétimo título mundial para o Brasil.

Fonte: Esporte MS

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar