Costa Rica 20 ℃
Ao contrário do que prega o prefeito delegado Cleverson, ranking da FETEMS aponta que Costa Rica não paga o piso salarial
Imagens: Divulgação FETEMS

Ao contrário do que prega o prefeito delegado Cleverson, ranking da FETEMS aponta que Costa Rica não paga o piso salarial

Costa Rica também está mau colocada quando o assunto é qualificação dos professores, ficando atrás de Alcinópolis/MS e Cassilândia/MS

Publicado em 13/05/2024 13:30

A FETEMS - Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul - divulgou nesta segunda-feira (13), o ranking com os valores pagos em 2024 aos professores do Magistério na rede estadual e nas redes municipais, e na contra-mão do que prega o prefeito delegado Cleverson Alves dos Santos (PP), Costa Rica/MS aparece na lista das cidades que ainda estão em dívida com a Educação Pública de Mato Grosso do Sul.

De acordo com o documento divulgado hoje, a FETEMS e os 74 SIMTEDs - Sindicatos Municipais dos Trabalhadores em Educação - as cidades que aparecem no ranking e apresentam um valor menor que R$ 4.580,57 estão desrespeitando na íntegra a Lei N°. 11.738/2008, que criou o Piso Salarial Nacional, como é o caso de Costa Rica (confira abaixo).

Na nota, a FETEMS e os 74 SIMTEDs reiteram a cobrança no cumprimento por parte dos prefeitos da Lei N. 13.005/2014, Plano Nacional de Educação, Meta 17 que prevê: VALORIZAR os Profissionais do Magistério das Redes Públicas de Educação Básica de forma a equiparar seu rendimento médio aos dos demais profissionais com escolaridade equivalente.

A luta e a cobrança da FETEMS e dos 74 SIMTEDs é que os prefeitos que ainda não cumprem o Piso dos Professores e não respeitam a carreira da categoria e o 1/3 de hora-atividade, negociem e cumpram o que determina a Lei N. 11.738/2008, estabelecendo a data retroativa de 1º de janeiro de 2024.

Qualificação Profissional
Costa Rica também está mau colocada quando o assunto é qualificação dos professores. Conforme a nota técnica divulgada pela FETEMS, o município está em 29° entre os municípios que valorizam a formação dos educadores, ficando atrás de Alcinópolis/MS e Cassilândia/MS.

Confira abaixo quais os municípios que mais valorizam a formação dos professores na carreira (nível superior).

A nota técnica também parabeniza quem paga o Piso Nacional e reitera cobrança aos prefeitos em dívida com a Educação Pública de Mato Grosso do Sul. "A sociedade cobra os prefeitos que ainda não cumprem o Piso Nacional dos Professores que valorizem a Escola Pública e cumpram a lei da mesma forma que a população cumpre suas obrigações pagando seus impostos em dia. A Qualidade da Educação Pública passa também pela Valorização Profissional!”.

Costa Rica em Foco

Confira a Galeria de Imagens:

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar