Costa Rica 16 ℃

Juiz federal troca toga por balcão de cartorário em Ivinhema

O TJ deve lançar o edital para novo concurso entre o 1º e 2º semestre de 2012

Publicado em 18/01/2012 10:46

Rodrigo Borba (à direita), tomou posse junto com outros concursados (Foto: Simão Nogueira)

Pela primeira vez na história de Mato Grosso do Sul cartorários foram empossados por mérito de aprovação em concurso público. Entre eles está o advogado, ex-delegado federal Rodrigo Borba, 34 anos, que deixou o cargo de juiz federal em Belo Horizonte (MG) para assumir o cartório de Ivinhema (MS).

Na terça-feira (17), o TJMS - Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul empossou 18 cartorários aprovados em concurso público, atendendo uma solicitação do CNJ - Conselho Nacional de Justiça. A medida exige aprovação em concurso público para assumir o cargo de cartorário para os titulares nomeados após a Constituição de 1988.

O concurso foi feito em 2008, mas desde então, os antigos titulares dos cartórios entraram com medidas judiciais para tentar impedir a posse. A juíza auxiliar do TJ, Elizabete Anache, explica que apenas sete cartórios disponibilizados para o concurso não estão sub-júdice - dois em Aquidauana, Dois Irmãos do Buriti, Coxim, Dourados, Sonora e Nova Andradina.

No caso dos demais, os titulares podem ser afastados a qualquer momento caso o antigo titular consiga mandado de segurança. "Os candidatos foram informados da situação dos cartórios quando escolheram os locais, mas agora depende do procedimento judicial", diz.

Para os novos cartorários, a expectativa é de uma carreira promissora, com salários gordos. Já para a população, as novas administrações devem sinalizar melhorias nos serviços, de acordo com projetos dos novos titulares.

O cartorário Rodrigo Borba que vai assumir o cartório de Ivinhema cita experiências de outros Estados onde já aconteceu a substituição dos titulares.

"Em Santa Catarina a mudança foi da água para o vinho. As pessoas que ocupavam o cargo antes não tinham formação ou conhecimento técnico, estavam lá porque ganharam o cargo", lembra.

Ele deixou o cargo de juiz federal em Belo Horizonte para assumir o cartório no interior do Estado. Sem mencionar valores, Rodrigo diz que optou pela nova profissão em busca de maior autonomia no trabalho, mas admite que "ninguém troca de cargo para ganhar menos".

Novo concurso
Após a posse de 18 cartorários aprovados em concurso público, o presidente do TJMS, Luiz Carlos Santini, informou que será aberto novo processo seletivo ainda neste ano. Segundo ele, as vagas de cartórios disponíveis precisam ser ocupadas e o TJ deve lançar o edital entre o 1º e 2º semestre de 2012.

Fonte: Nova News com Campo Grande News

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar