Costa Rica 30 ℃

Vacinação contra paralisia infantil acontece amanhã em todo o Estado

MS pretende vacinar 206.035 crianças menores de 5 anos

Publicado em 17/06/2011 15:02

Foto: Divulgação

Mato Grosso do Sul pretende vacinar 206.035 crianças menores de 5 anos durante a Campanha Nacional contra a Poliomelite realizada neste sábado (18).  O número corresponde à meta estipulada pelo Ministério da Saúde, que é a de vacinar 95% do público-alvo em todo o território brasileiro. A data escolhida para o início da Campanha Nacional de Vacinação faz parte da primeira etapa do processo de imunização. A segunda será realizada no dia 13 de agosto.

Os pais ou responsáveis devem levar as crianças até os postos de vacinação com a carteirinha para ser apresentada no momento de aplicação da dose.

No Estado serão utilizadas nessa etapa 288.460 doses da vacina distribuídas entre os 78 municípios. A vacinação acontecerá em todos os postos de saúde entre fixos e móveis. Na campanha, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) atua na distribuição das doses da vacina às Secretarias Municipais de Saúde e no monitoramento dos índices de imunização.

Para as duas fases da campanha em todo o Brasil, o Ministério da Saúde investiu R$ 46,6 milhões, na compra e distribuição das vacinas. Mais R$ 20,2 milhões foram transferidos para os fundos de saúde das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. A campanha de mídia da primeira fase começou a ser exibida no dia 12 de junho, em âmbito nacional. A da segunda etapa, em 7 de agosto.

Pólio

O último caso de poliomielite no Brasil foi registrado em 1989, na Paraíba. Em 1994, o país recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) o certificado de eliminação da doença. Porém, é importante continuar vacinando porque a doença não foi erradicada em todo o mundo. Segundo OMS, 26 países ainda registram casos da doença e quatro deles são endêmicos, ou seja, possuem transmissão constante: Afeganistão, Índia, Nigéria e Paquistão.

Na maioria das vezes, a criança não morre quando é infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia.

A pólio é uma doença infectocontagiosa grave transmitida por meio do contato com um portador do vírus da doença ou então com fezes humanas. Os sintomas principais são: febre, mal-estar, dor-de-cabeça e em alguns casos incapacidade de mexer os membros. (Notícias.ms.gov.br).

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar