Costa Rica 16 ℃

Cerca de 2 toneladas de drogas são incineradas na Iaco Agrícola, em Chapadão do Sul

Queima é considerada a maior de todos os tempo na região

Publicado em 26/04/2012 17:22

Entre as drogas, estavam maconha, cocaína, crack e haxixe, que foram apreendidas pela Polícia (Foto: Luciana Aguiar)

A Polícia Civil, Polícia Militar e COB – Comando de Operações do Bolsão incinerou aproximadamente duas toneladas de entorpecentes, na tarde desta quinta-feira (26), na caldeira da Iaco Agrícola, em Chapadão do Sul (MS). Entre as drogas, estavam maconha, cocaína, crack e haxixe, que foram apreendidas pela Polícia.

Clique aqui e veja a galeria de fotos:

Cinco bocas de fornalha a uma temperatura de aproximadamente 500 graus foram utilizadas para queimar as quase duas toneladas da droga, sendo 1.943,105, 00 (uma tonelada, novecentos e quarenta e três quilos e cento e cinco gramas) de maconha e 1.199,00 (um quilo, cento e noventa e nove gramas) de cocaína e crack.

O delegado de Polícia Civil de Costa Rica que também responde por Chapadão do Sul, Cleverson Alves dos Santos comemora a primeira incineração realizada neste ano.

“É mais um volume de droga que é tirada do mercado. Estamos queimando aqui o equivalente a um milhão e meio de reais", salientou o delegado.

O promotor de Justiça de Chapadão do Sul, Rodrigo Brandão participou da ação e destacou o trabalho realizado pelos policiais civis e militares e também enalteceu o comandante da PM de Chapadão do Sul, Tenente Silva, o delegado Cleverson e o comandante do COB, subtenente Da Silva.

“Essa ação serve como aviso. Mostra o poder de fogo da Polícia que está muito atuante na nossa região. Todos estão de parabéns”, destacou o promotor.

Também participaram da incineração o comandante do Corpo de Bombeiros de Chapadão do Sul, capitão Aldinei e o perito criminal de Paranaíba (MS), Rolman Felipe. Os fiscais da Vigilância Sanitária de Chapadão do Sul, Marina Rodrigues e Sandro Elias de Souza acompanharam todo o processo.

Segundo a Polícia, a droga, que foi transportada em uma camionete da Secretaria Municipal de Obras de Chapadão do Sul, é produto das apreensões realizadas só no município.

Funcionários da Secretaria de Obras e da Iaco Agrícola também colaboraram com a ação.

A imprensa local e a de Costa Rica também fizeram a cobertura da incineração considerada a maior de todos os tempos na região.

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar