Costa Rica 22 ℃

Homem quase morre depois de recusar droga

O caso aconteceu sábado a noite em Costa Rica (MS)

Publicado em 01/08/2011 10:39

André Sérgio dos Santos Carrão (Foto: Divulgação/PC)

André Sérgio dos Santos Carrão,  28 anos, deu dois tiros de garrucha calibre 22 em Claudecir Caldeira dos Santos, 42 anos, mais conhecido por “Tuta”, porque ele se recusou a usar crack. O caso aconteceu na noite de sábado no lixão, próximo ao Vale do Amanhecer, em Costa Rica (MS).

Segundo relatou “Tuta” a polícia, ele estava na Rua Domingos Afonso Amorim, no Vale do Amanhecer, quando apareceu Carrão, que o convidou para irem juntos até o lixão. Quando lá chegaram, Carrão retirou do bolso algumas “paradinhas” de crack, começou a usar e disse que era para “Tuta” também consumir a droga.

“Eu disse que não era drogado, daí ele sacou a garrucha e disse que se eu não fumasse o crack, iria morrer. Como eu não usei a droga ele me deu dois tiros. Só não me acertou porque eu deitei”, afirma “Tuta” que com medo do Carrão correu para uma boate, sendo seguido por ele.

“Tuta” chamou a polícia militar, que com o apoio da polícia civil, compareceu ao local e prendeu Carrão em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

“Porte de Arma é crime afiançável, mas não arbitrei nenhum valor porque o André estava cumprindo regime prisional semi-aberto”, esclarece o delegado da polícia civil Cleverson Alves dos Santos.

André Carrão já tem inúmeras passagens pela polícia, inclusive por tráfico de drogas.

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar