Costa Rica 21 ℃

PRF registra saldo positivo em operação com queda no volume de feridos

Mesmo tendo um dia a mais de feriado, operação foi finalizada com êxito

Publicado em 27/06/2011 09:13

Inspetor Rogério Espíndola destaca a importância de ser prudente nas estradas (Foto: Alvaro Rezende)

O balanço geral da “Operação Corpus Christi 2011”, realizada de quarta-feira a domingo registrou 1.555 autos de infrações. Cinquenta e cinco condutores tiveram suas licenças para dirigir recolhidas por vencimento, e 6.777 veículos foram fiscalizados.

A Polícia Rodoviária Federal considerou a operação com saldo positivo, principalmente pelo dia de ontem (domingo), que apesar do registro de seis acidentes, não houve feridos. O número de feridos em 2011 foi um terço do saldo registrado em 2010.

Vale ressaltar que em 2010 a operação Corpus Christi foi realizada durante quatro dias (03 à 06 de Junho), e este ano foram cinco dias. Mesmo assim, em 2011 houve um acidente a mais, o número de feridos como já demonstrado, reduziu em dois terços e não houve alteração no número de mortos.

No ano passado (2010), durante a mesma operação,  foram registrados 42 acidentes deixando um saldo de 38 feridos e dois mortos. Também foram lavrados 1.596 autos de infrações, 49 CNH  recolhidas e foram fiscalizados 1.596 veículos.

Já o movimento de automóveis acredita-se que seja parecido com o do ano passado, afirma o chefe da Assessoria de Imprensa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso do Sul, Inspetor Rogério Espíndola, “Comparado com a apuração do ano passado, até o momento há uma paridade no movimento do tráfego dos veículos”.

Com a queda da temperatura, a neblina deu trabalho para os motoristas que aproveitaram o feriado para viajar e pegaram o trânsito das rodovias do Estado. Espíndola destaca a importância da prudência nas rodovias, principalmente com a presença de neblina. “A neblina influencia no aumento dos acidentes, mas, não é a causa. Quem causa são os motoristas que estão no comando do veículo. É por isso que nós recomendamos mais atenção, se não há visibilidade, não ultrapasse”.

Este ano para ajudar na fiscalização a PRF elevou em 30%  seu efetivo, contando com policiais que exercem trabalhos administrativos e policiais em eventuais folgas. Nos mais de 3.500 quilômetros de Rodovias Federais no Estado a PRF conta com 22 Postos de Fiscalização.

Foram alvos de maior atenção as regiões de grande apelo turístico como Bonito, Jardim, Rio Verde de MT, Corumbá, e a BR 463 que é o acesso principal para aqueles que vão para a cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero. (Correio do Estado).

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar