Costa Rica 20 ℃

“Vamos mostrar as potencialidades de MS e atrair novos investimentos”, diz Paulo Corrêa sobre MS Day

Corrêa representará a ALEMS no evento em Nova Iorque, entre os dias 12 e 17 de maio

Publicado em 09/05/2024 09:06

“Vamos mostrar as potencialidades de MS e atrair novos investimentos”, diz Paulo Corrêa sobre MS DayO 1º secretário da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Paulo Corrêa representará a Casa de Leis no MS Day, entre os dias 12 e 17 de maio de 2024, em Nova Iorque (EUA). O evento, idealizado pelo Governo do Estado em parceria com a FIEMS, promete atrair mais de 140 investidores internacionais para apresentação de novos projetos e captação de investimentos privados para Mato Grosso do Sul.

“Mato Grosso do Sul é a bola da vez porque conseguiu criar um ambiente de negócios extremamente favorável para o desenvolvimento empresarial, como investimentos em infraestrutura, inovação tecnológica, estabilidade econômica, processos menos burocráticos, segurança jurídica, além da facilidade de exportação para os mercados internacionais, que será intensificado ainda mais com a Rota Bioceânica”, destacou Paulo Corrêa.

Representante do setor industrial na Casa de Leis, Paulo Corrêa também destaca a política de incentivos fiscais de Mato Grosso do Sul, que oferece benefícios e subsídios para indústrias que se instalem e gerem emprego e renda no Estado.

“Nós temos a mais moderna política de incentivos fiscais do país, aprovada aqui na Assembleia Legislativa, que garante benefícios fiscais para empresas que se instalem e gerem emprego e renda aqui em Mato Grosso do Sul, impulsionando o consumo, estimulando a economia e promovendo o crescimento sustentável do Estado”, acrescentou Paulo Corrêa.

Corrêa pondera, no entanto, que o grande desafio continua sendo encontrar mão de obra qualificada para atender a demanda da iniciativa privada. “Mato Grosso do Sul vive a era do pleno emprego, que significa que quem quiser trabalhar e for qualificado, tem vaga garantida no mercado de trabalho”, pontua.

“Então, fica aqui nosso apelo para que os trabalhadores se atualizem e façam cursos profissionalizantes para ocupar essa imensidão de vagas que estão abertas no Estado. Com qualificação profissional, os trabalhadores certamente vão se destacar e ocupar as melhores vagas, com melhores salários, no mercado de trabalho”, finalizou.

MS Day 2024
Durante cinco dias, as atenções do mercado internacional estarão voltadas para Mato Grosso do Sul. Novos projetos nas áreas de infraestrutura e meio ambiente, incluindo rodovias e ferrovias, serão apresentados a mais de 140 investidores internacionais.

“Estamos recebendo muita ligação, muito interesse de grupos empresariais querendo vir aqui. Em Nova Iorque vamos ter a oportunidade de sentar com executivos dessas principais empresas”, destacou o governador Eduardo Riedel, em coletiva de imprensa realizada na última segunda-feira (6), na Casa da Indústria, sede da FIEMS.

“A gente passou por uma Lei do Pantanal no final do ano passado. Da mesma maneira que temos projetos estruturantes em infraestrutura, temos projetos estruturantes em meio ambiente. Estamos falando de um Fundo do Pantanal e muitos agentes e atores têm curiosidade de conhecer como podem contribuir para esses projetos relacionados ao meio ambiente”.

O setor de energia renovável também está no leque de oportunidades para atrair dinheiro de outros países. “Estamos falando de biogás, expansão, parque industrial para processamento de cana-de-açúcar. Dentro do parque existem novas plantas industriais para avançar não só no biogás, mas na área de bioeletricidade que está sendo bastante demandada”, completou o governador.

Ele lembrou que o cenário favorável é fruto da confiança estabelecida com os empresários envolvendo muita transparência. “Nada disso acontece se o Estado não tiver capacidade de investimento. Vamos lembrar que Mato Grosso do Sul em 2023 investiu 18% da sua receita corrente líquida basicamente em infraestrutura e no sistema educacional. Investimos R$ 600 milhões na reforma das nossas escolas. Então o empresariado ao ver e ao perceber que existe este ambiente sendo formado ele vai construir confiança, isso ao longo do tempo”, ressaltou.

O presidente da FIEMS, Sérgio Longen, descreveu o ambiente econômico do Estado. “De um modo geral a gente tem trabalhado em prol da transferência de riqueza para nossa sociedade. A força da indústria, a força do Governo que vem sendo seguido inclusive por vários estados pelo seu equilíbrio de contas, nas suas ações de gestão estratégica”.

Fonte: Assessoria Parlamentar

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar