Bom dia, Visitante! (entrar - cadastro)

CMCR 2018

11 de agosto, 2017 às 16:16

Costa Rica é destaque nacional e estadual no ranking de cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal de 2016

A cidade costarriquense também ocupa a 1ª posição no ranking Estadual

Produção: OK Comunicações

Costa Rica – MS foi novamente destaque nacional ao ocupar a 13ª posição entre os mais de 5,1 mil municípios brasileiros que melhor cumprem as exigências da LDF - Lei de Responsabilidade Fiscal - em 2016.
 
A cidade de Costa Rica é a única que tem destaque nacional. O município de Eldorado – MS é a segunda melhor cidade do Estado, aparece na 164º posição nacional.
 
Em nível estadual, dos 79 municípios sul-mato-grossenses, Costa Rica ocupa a 1ª posição no ranking das cidades que melhor cumprem as exigências da LRF em 2016. Os piores são Rio Negro, Bela Vista, Fátima do Sul, Sete Quedas e Nioaque. Os cinco melhores são Costa Rica, Eldorado, Figueirão, Antonio João e Três Lagoas.
 
O prefeito Waldeli dos Santos Rosa (PR) tem recebido frequentemente a visita de outros administradores públicos devido às reportagens nacionais e estaduais que mostram a eficiência da gestão pública de Costa Rica que paga até o 17º salário aos professores.
 
Capitais
Campo Grande – MS foi à única Capital no Brasil a ter o pior conceito no cumprimento das exigências da LRF em 2016. Na época, a Prefeitura era administrada por Alcides Bernal (PP).
 
Levantamento da Firjan - Federação das Indústrias do Rio de Janeiro - identificou que as contas da Capital ano passado teve Conceito D, ou seja, situação fiscal difícil ou crítica.
 
"Campo Grande obteve o único Conceito D entre as capitais. A análise das contas públicas da Capital sul-mato-grossense revelou um quadro de baixo investimento – 3,2 vezes inferior à média das capitais”, informou o relatório que foi divulgado hoje.
 
O mesmo documento apontou que 2.091 prefeitos descumpriram determinações da LRF em 2016. Foram 715 ex-prefeitos que deixaram a seus sucessores contas a pagar em valor maior do que havia recursos em caixa. O rombo total encontrado foi de R$ 6,3 bilhões. Nesse grupo também apareceu Campo Grande.
 
"Vivemos um verdadeiro faroeste fiscal, com muitos municípios fora-da-lei", opinou o economista-chefe da Firjan, Guilherme Mercês, em entrevista à Folhapress.
 
A Firjan pondera que em ano de eleição, como foi 2016, as exigências da LRF são maiores e por isso fica mais difícil para prefeitos cumprirem as exigências.
 
O melhor município do ranking deste ano foi Gavião Peixoto (SP), que subiu 409 posições entre 2015 e 2016. Para a Firjan, investimentos no setor aeronáutico -a cidade sedia instalações da Embraer- podem justificar o desempenho. Com informações Correio do Estado.
Câmara_630_NEWS
Comentários (0)
Enviar para um amigo
Imprimir

não há comentários

Não perca tempo e seja o primeiro a comentar esta notícia.

Antes de registrar seu comentário, Atenção! O site Costa Rica em Foco não divulga comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a Lei, que não tenham o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!


Charge da Semana

Confira as principais charges que estão circulando na internet.

Waldeli - PMDB

» todas as charges

PUBLICIDADE

Entrevistas / Artigos

» todas as entrevistas e artigos

Siga-nos

FacebookTwitter


Jornalismo com credibilidade na região norte!