Bom dia, Visitante! (entrar - cadastro)

cmcr julho

12 de fevereiro, 2020 às 15:09

Com placas Mercosul, Procon tenta fazer em 10 dias o que SP levou 2 anos

Superintendência quer chegar ao valor de R$ 250,00 pelo par

Termina nesta quinta-feira (13) o prazo para as empresas estampadoras da placa Mercosul apresentarem defesa à Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), que promove investigação coletiva sobre os preços cobrados no Estado. A meta da entidade é chegar ao valor de R$ 250,00 pelo par, como o encontrado em São Paulo.
 
Segundo o superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão, o estado vizinho ficou dois anos para alcançar este preço. “Nós vamos tentar em dez dias”, determinou.
 
Salomão se reúne amanhã com uma das quatro estampadoras credenciadas pelo Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) em Campo Grande. A superintendência vai negociar a fim de reduzir o valor para R$ 125,00 a unidade da placa para automóveis.
 
Atualmente, o preço cobrado pela Íons Placas é o menor, com R$ 258,00 o par.
 
Outras empresas também reduziram os valores. Em Campo Grande, GR, FS Placas e Placar vendem o par por R$ 266,00.
 
Assim que passou a vigorar a exigência da nova placa Mercosul, nos primeiros dias de fevereiro, o par de placas tinha variação de R$ 280,00 a R$ 320,00 em Mato Grosso do Sul. No Paraná, por exemplo, o preço vai de R$ 160,00 a R$ 200,00.
 
Os valores levaram o Procon-MS a notificar as estampadoras sediadas em Campo Grande, em busca de explicações.
 
Regras – As placas Mercosul agora são obrigatórias para veículos novos, transferência de propriedade de outros estados ou municípios, veículos com mudança de categoria (particular, aluguel ou oficial), em caso de furto, roubo da placa antiga ou se estiver danificada, violada ou com danos no lacre e tarjeta.
 
Quem tiver veículo que não se enquadre nessas classificações também pode trocar voluntariamente.
 
Mudanças – Pela resolução do Contran, a sequência de identificação veicular na placa será de 3 letras, 1 número, 1 letra e 2 números. O nome do país, conforme acordo firmado pelos países do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) fica na barra azul, no espaço superior.
 
As cores variam conforme tipo de veículo: particular (borda e letra pretas), comercial (vermelha), especial (verde) e colecionador (prateada). As medidas são as mesmas 40 x 13 para carro e 20 x 20 para motos.
 
Campo Grande News
CONTRA DENGUE
Imprimir


Charge da Semana

Confira as principais charges que estão circulando na internet.

COVID-19

» todas as charges

PUBLICIDADE

Entrevistas / Artigos

» todas as entrevistas e artigos

Siga-nos

FacebookTwitter


Jornalismo com credibilidade na região norte!