Costa Rica 20 ℃

Eduardo Rocha destaca importância da criação do curso de medicina em Três Lagoas

O deputado participou de audiência com o ministro da Educação

Publicado em 22/11/2011 15:15

Deputado Eduardo Rocha, ministro Fernando Haddad e vice-governadora Simone Tebet (Foto: Divulgação)

Empenhado na luta pela implantação do curso de medicina em Três Lagoas, o deputado Eduardo Rocha (PMDB) usou a tribuna da Assembléia Legislativa, nesta terça-feira (22), para comunicar o resultado da audiência que participou na semana passada, com o ministro da Educação, Fernando Haddad, quando, junto com o governador André Puccinelli e a prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura, solicitaram a implantação do curso e a construção de um hospital-escola.

- É a realização de um antigo sonho da cidade e vai beneficiar diretamente a população, com a instalação de um hospital-escola. Agora, com o sinal verde do ministro, com certeza Três Lagoas vai se transformar em um pólo universitário, afirmou o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB). Na audiência foi anunciada a criação de mais 90 vagas nos cursos de medicina da UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, sendo que 50 serão para o curso de medicina de Três Lagoas, que deve entrar em funcionamento em 2014.

Segundo o deputado, a implantação do curso de medicina vai possibilitar um avanço no atendimento à saúde em Três Lagoas, transformando a cidade num novo pólo educacional, no setor de saúde, com a possibilidade de melhorar significativamente o atendimento à população, num trabalho de referência.

- O município vive hoje uma grande demanda no setor médico-hospitalar, por causa da instalação de novas indústrias, que aumentou a população da cidade, com a vinda de milhares de trabalhadores.  Com um hospital escola vamos aumentar os recursos para a saúde em Três Lagoas, já que o MEC garante dinheiro extra aos hospitais universitários.  Não haverá divisão do pouco recurso da saúde, completou a vice-governadora Simone Tebet, que participou da reunião.

Após a reunião ficou definido que o primeiro vestibular deve ser realizado em 2013.

- Nós já incluímos esta ampliação no Plano de Desenvolvimento Institucional da UFMS. O ministro deu sinal verde para elaborarmos a expansão e vamos entregar no MEC o projeto com todas as necessidades para o efetivo funcionamento do novo curso, disse a reitora Célia Maria da Silva Correa Oliveira. (Com assessoria).

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar