Costa Rica 29 ℃

Em coletiva à imprensa, Waldeli anuncia saída do PMDB

Ex-prefeito disse ficará 90 dias analisando propostas

Publicado em 12/04/2011 20:59

Waldeli durate coletiva à imprensa (Foto: Luciana Aguiar)

O empresário Waldeli dos Santos Rosa anunciou, na manhã desta quinta-feira (31), em entrevista coletiva, que se desligou do PMDB, após 16 anos de militância no partido, sendo está até então sua única filiação partidária.

O ex-prefeito de Costa Rica já recebeu convites para ingressar em outros partidos, mas durante a coletiva garantiu que ficará até 30 de junho de 2011 analisando propostas, sem fazer nenhuma filiação.

- Comuniquei durante reunião na noite de ontem o meu desligamento do partido. Não se trata ainda de anunciar filiação a outro partido, quero deixar isso muito claro. Minha saída do PMDB é para deixar o prefeito Jesus Baird à-vontade para conduzir o seu processo de reeleição.

Waldeli disse ainda que neste período de 90 dias estará ouvindo o governador do Estado, André Puccinelli, bem como o senador Waldemir Moka, o deputado federal Edson Giroto e os deputados Junior Mochi, Zé Teixeira e Onevan de Matos, pessoas ligadas politicamente à ele.

- agora nesses 90 dias vou conversas com as lideranças políticas locais e estaduais, e depois tomar uma decisão em conjunto, essas pessoas que mencionei vou procurar ouvir politicamente, e ainda posso afirmar que vou me aliar a um partido ligado ao governador.

Waldeli afirmou que a questão da candidatura à prefeitura não é prioridade, mas não cabe a ele decidir se é candidato ou não, mas sim as pesquisas.

- As pesquisas apontam que o prefeito Jesus Baird não tem um coeficiente eleitoral para enfrentar uma eleição, diante disse eu estou saindo do partido para dar tempo para ele se organizar e regimentar sua reeleição, e caso o prefeito não consiga isso até 30 de junho de 2012, eu colocarei meu nome a disposição para conversar com o PMDB e com os demais partidos no sentido de fazer uma aliança e assim disputar a eleição municipal, esclareceu Waldeli.

Conforme Waldeli, independentemente de ser candidato, ou aliado de grupos que têm a filosofia voltada à administração empresarial dentro do órgão público, ele irá participar do processo eleitoral de 2012, em Costa Rica, seja como candidato ou aliado de grupos políticos.

- estou visando uma possível candidatura em 2012, desde que o prefeito atual não consiga apoio político e coeficiente eleitoral em pesquisa para disputar as eleições.

Ele disse que sai em busca dos seus sonhos em prol de Costa Rica. A decisão, que segundo ele não foi fácil, foi tomada para buscar mais progresso à cidade, sendo assim, uma maneira de não prejudicar o processo eleitoral do município.

- Não se trata de fazer um embate dentro do partido, mas de fazer um encontro com todos aqueles que querem fazer o desenvolvimento de Costa Rica em todas as suas esferas - disse.
Waldeli agradeceu os colegas de partido e enfatizou - só os excessivamente conservadores não colocam a possibilidade de mudança em suas vidas.

Pesquisas
Duas pesquisas foram realizadas neste mês de março em Costa Rica. Na pesquisa IPEMS – Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul, mostra que o ex-prefeito tem hoje a preferência de 65,33% dos eleitores de Costa Rica, isso comparado aos outros cinco possíveis candidatos.

No entanto, em um embate direto entre Waldeli e Baird, os números apontam 74% Waldeli contra os 12% de Baird, a pesquisa foi realizada nos dias 19 e 20 de março de 2011.

Já a pesquisa POLIMARKETING, também em uma disputa direta, os números apontam 78% para Waldeli contra 9% de Baird. Pesquisa realizada no período de 20 a 22 de março de 2011.

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar