Costa Rica 26 ℃

MS abre mão de R$ 20 milhões para garantir R$ 9 milhões do pré-sal

Os estados do Centro-Oeste, Sul, Norte e Nordeste querem que as novas riquezas

Publicado em 21/12/2011 09:00

O governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, diz abrir mão dos R$ 20 milhões da divisão do pré-sal para garantir os R$ 9 milhões mensais previstos na proposta apresentada pelo senador Vital do Rêgo (PB). “Nós, na composição, abrimos mão daquilo que é o ideal, o utópico, que seria dividir por igual a todos os estados, que daria cerca de R$ 20 milhões por mês”, argumenta Puccinelli.

“Está muito injusto. O Estado do RJ, sem o pré-sal, prevê ganho de R$ 19 bilhões no ano com a exploração do petróleo. Nós estamos pedindo só R$ 9 milhões por mês, então, é muito egoísmo não dividir um pouco com os demais”, completa André.

“Queremos divisão igual. O governo federal abriu mão de parte dos recursos que tinha para prover os estados e municípios, mas os estados produtores querem que essa nova riqueza continue sendo dividida do jeito que era antes”, argumenta o governador. MS recebe, atualmente, R$ 900 mil com os recursos provenientes do FPE das riquezas do petróleo. Com a divisão do pré-sal sendo a mesma porcentagem da divisão já existente do petróleo, o Estado receberia mais R$ 900 mil, totalizando cerca de R$ 1,8 milhões por mês.

De acordo com André, os estados produtores (SP, RJ e ES) não querem que a porcentagem da divisão mude, continuando os 90% que recebem. Os estados do Centro-Oeste, Sul, Norte e Nordeste querem que as novas riquezas, adquiridas com a exploração do pré-sal, sejam divididas igualmente entre os estados. “Levei nove governadores comigo na última reunião. Vamos aumentar o movimento, afinal, 24 tem que ganhar de três”, finazlia.

Fonte: Correio do Estado/GM

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar