Costa Rica 27 ℃

Chega a 1.000 número de desabrigados pela chuva em MS

Isso é o que afirma a Defesa Civil do Estado

Publicado em 12/04/2011 20:59

As chuvas que atingem nove municípios do Mato Grosso do Sul desde de sexta-feira (4) já deixaram 1.000 pessoas desabrigadas e desalojadas. Isso é o que afirma a Defesa Civil do Estado.

De acordo com o coordenador estadual do órgão, Coronel Ociel Ortiz, as cidades mais prejudicadas são Anastácio e Dois Irmãos, distantes 142 km e 122 km da capital, Campo Grande, respectivamente. Ambas já decretaram estado de emergência.

"Aquidauana também foi bastante atingida e deve entrar em estado de atenção até o fim do dia", afirmou o coordenador.

Segundo Ortiz, a enchente ocorreu devido ao excesso de chuva que atinge os municípios desde o início do ano. Em janeiro e fevereiro, por exemplo, choveu 32% e 31%, respectivamente, a mais do que o volume esperado para o mês inteiro.

"Contávamos com 240 mm de chuva em março e, só nestes cinco dias, já choveu mais de 180 mm", disse o coordenador

.

Por

conta da intensidade das chuvas, o Rio Aquidauana ultrapassou os dez metros e inundou os municípios próximos. O nível normal é de três metros.

"O exército construiu uma passarela ontem para que a população pudesse transitar porque ficou tudo cheio d'água', conta o coronel Ortiz.

DEMAIS CIDADES

Além do Rio Aquidauana, outros também subiram além do esperado e encheram os municípios vizinhos. É o caso do Rio Miranda e do Taquari, que atingiram as cidades de Miranda e Coxim.

"Só nestes dois locais, mais de 300 pessoas tiveram que deixar suas casas", contou ele.

Em Paranaíba, onde o rio --que leva o nome da cidade-- também encheu, a população está sendo abastecida com caminhões-pipa desde sexta-feira, quando a chuva inundou as bombas d'água.

A Defesa Civil do Estado afirma ainda que os moradores que deixaram suas casas e estão com parentes ou nas escolas da região só poderão voltar quando a chuva cessar.

SIGA-NOS NO Costa Rica em Foco no Google News

Pode te Interessar